• Português
  • English
  • Español
  • +55 (84) 3333-1017

HistóriaHistória do Museu

No início da década de 1990, a Estatal conhecida como Petrobrás realizou uma expedição ao sítio arqueológico e à comunidade do Lajedo de Soledade. A visita contava com geólogos, arqueólogos e ambientalistas que se preocuparam com a preservação e conservação do legado histórico, cultural e natural contido na comunidade de Soledade. A partir disso, a empresa buscou firmar uma parceria com personalidades locais que poderiam se engajar e tivessem interesse em travar uma luta, para que a preservação de um sítio tão rico fosse concretizada. O nome mais conveniente e lógico naquele momento foi o de Maria auxiliadora (Dodora), que já possuía alguns anos de luta pela causa. A parceria resultou no que hoje conhecemos como Fundação dos Amigos do Lajedo de Soledade (FALS). Atrelado ao surgimento da FALS, também houve vários outros incentivos e iniciativas que buscavam incluir a própria comunidade, dentre elas, o treinando de guias-mirins, delimitação de áreas, criação de trilhas, perfuração de um poço comunitário e a construção de um centro de pesquisa e visitação, que posteriormente ficou conhecido como Museu.